5 de jan de 2011

Sugestões de leituras sobre o tema concepções de violências

ARENDT, Hannah. Sobre a violência. Tradução de André Duarte. Rio de Janeiro: Relume-Damara, 1994.

CLASTRES, Pierre. Arqueologia da violência. Ensaio de antropologia política. Tradução de Carlos Eugênio Marcondes Moura. Brasiliense, São Paulo, 1982.

CHAUÍ, Marilene. A não-violência do brasileiro: um mito interessantíssimo. In: Educação ou Desconversa? Almanaque, 11:16 - 24, 1980.
_______. Participando do debate sobre mulher e violência. In: Perspectivas Antropológicas da Mulher. Rio de Janeiro: Zahar, 1985.

COSTA, Jurandir Freire. Violência e psicanálise. Rio de Janeiro, Edições Graal, 3ª edição, 2003.

DA MATA, Roberto. As raízes da violência no Brasil: reflexões de um antropólogo social. São Paulo: Editora Brasiliense, 1981.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Tradução de Raquel Ramalhete Petrópolis: Vozes, 1987.

FROMM, Erich. Anatomia da destrutividade Humana. Tradução de Marco Aurélio de Moura Matos. 2ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara, 1987.

MICHAUD, Yves. A violência. Tradução de L. Garcia. Série Fundamentos. São Paulo: Editora Ática, 1989.

MONTAGU, Ashley. A natureza da agressividade humana. Tradução de Maurício Mower. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

Sugestões de leituras sobre o tema da socialização pela violência

ADORNO, Theodor W. Educação e emancipação. Tradução de Wolfgang Leo Maar. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. Tradução de Dora Flaksman. 2 ed. LTC, Rio de Janeiro, 1978.

GIMENO SACRISTÁN, José. O aluno como invenção. Porto: Artmed, 2005.

MANACORDA, Mario Alighiero. História da educação: da Antiguidade aos nossos dias. 10. ed. Cortez, São Paulo, 2002.

ROUSSEAU, Jean-Jacques . Emílio, ou Da Educação. Tradução de Roberto Leal Ferreira. – 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2004. (Coleção Paidéia).

VYGOTISKI, Lev. Semenovich. Psicologia pedagógica. Tradução e introdução de Paulo Bezerra. – 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

Sugestões de leituras sobre o tema da violência física contra crianças e adolescentes

ASSIS, Simone Gonçalves; DESLANDES, Suely Ferreira. Abuso físico em diferentes contextos de socialização infanto - Juvenil In: BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria da Atenção à Saúde. Violência faz mal à saúde. Coordenação de Cláudia Araújo de Lima et. al. Brasília: Ministério da Saúde, 2005.

AZEVEDO, Maria Amélia; GUERRA, Viviane N. de Azevedo. Mania de bater: a punição corporal doméstica da criança e adolescente no Brasil. São Paulo: Iglu, 2001.

GOMIDE, Paula Inez Cunha. Estilos parentais e comportamentos anti-sociais. In DEL PRETTE, A.; DEL PRETTE, Z. (orgs.). Habilidades Sociais, desenvolvimento e aprendizagem: questões conceituais, avaliação e intervenção. Campinas: Alínea, 2003.

GUERRA, Viviane.N.A. Violência de pais contra filhos: a tragédia revisitada. São Paulo: Cortez, 1998.

MARCÍLIO, Maria Luiza. História social da criança abandonada. São Paulo: Editora Hucitec, 1998.

MARQUES, Maria Aparecida Barbosa et al. A disciplina como forma de violência contra crianças e adolescentes In: MARQUES, Maria Aparecida Barbosa (orgs.) Violência doméstica contra crianças e adolescentes. Petrópolis: Vozes, 1994, p. 21 – 33.

BRASIL.Violência faz mal à saúde. Coordenação de Cláudia Araújo de Lima et. al. Brasília: Ministério da Saúde, 2005.

SOUZA, Edinilsa Ramos de. Curso Impactos da Violência na Saúde. Rio de Janeiro: EAD/ENSP, 2007. (Unidade I – Bases conceituais e históricas da violência e setor saúde).

THEICHER, Martin H. Cicatrizes que não saram: a neurobiologia do abuso infantil. Tradução de Dwain P. Santee. Scientific American, mar. de 2002.

WEBER, Lídia Natalia Dobrianskyj. Quem ensina a violência? Conjuntura Social. Rio de Janeiro, n. 6, p. 38-43, 2001.
_______, VIEZZER, Ana Paula; BRANDENBRUG, Olívia Justen. O uso da palmadas e surras como prática educativa. Estudos de Psicologia, 2004.

Sugestões de leituras sobre o tema da violência sexual.

FURNISS, Tilmam. Abuso sexual de crianças: abordagem multidisciplinar. Manejo, terapia e intervenção legal integrados; tradução Maria Adriana Veríssimo Veronesse. Porto Alegra: Artes Médicas, 1993.

BASS, Ellen & THORNTON, Louise. Nunca contei a ninguém. Tradução Ibanez de Carvalho Filho. São Paulo: Harbra, 1983.

FORWARD, Susan. A traição da inocência e sua devastação/ Susan Forward, Craig; tradução de Sergio Flaksman. Rio de Janeiro: Rocco, 1989.

THOMAS, Eva. A violação do silêncio. Tradução Luiz Cláudio de Castro e Costa. São Paulo: Martins Fontes, 1988.

AZEVEDO, Maria Amélia; GUERRA, Viviane N. de Azevedo. Crianças vitimizadas: a síndrome do pequeno poder. São Paulo: Iglu, 1989.